Audiência pública quer solução para prédio da antiga Escola Antonieta de Barros

Na próxima terça (17/9), às 19h, no plenarinho da Alesc, uma audiência pública vai debater a situação do prédio da antiga Escola Estadual Antonieta de Barros. O imóvel, no centro histórico da Capital, está abandonado há mais dez anos. 

Fechada desde 2008, a edificação pertence ao Governo do Estado e é parte de um conjunto urbano tombado pelo município. Em 2017, chegou a ser cedida ao Poder Legislativo e recebeu promessas de reforma e novos usos, mas nenhuma delas saiu do papel. 

Até ser fechada por problemas estruturais causados pela falta de manutenção, a escola tinha mais de 250 alunos, a maioria das comunidades do Maciço do Morro da Cruz. A unidade, fundada com o nome de Dias Velho, foi rebatizada em homenagem à primeira parlamentar negra catarinense.

Solução definitiva

Para Luciane Carminatti, presidente da Comissão de Educação e Cultura da Alesc, trata-se de um descaso triplo, com o patrimônio da cidade, com a história daquela que tem o nome identificado com o prédio – a deputada, educadora e jornalista, Antonieta de Barros – e com a região do centro histórico em que a edificação está localizada.

“Precisamos achar uma solução definitiva para a revitalização do prédio, o que promoverá a qualificação do espaço público e das relações sociais. Pela característica cultural da região, há movimentos que defendem uma finalidade cultural para o prédio e são essas propostas que queremos aprofundar”, enfatizou a deputada Luciane (PT), proponente da audiência pública.

O encontro é resultado de uma articulação com o mandato do vereador Lino Peres (PT) e a Associação de Mulheres Negras Antonieta de Barros. Representantes do governo estadual e arquitetos do IPUF/SEPHAN também foram convidados para o debate.

Serviço:

O quê: Audiência Pública – “O futuro do prédio da escola Antonieta de Barros”Onde: Plenarinho da AlescQuando: dia 17 de setembro, às 19hImprensa: Talita Rosa (47) 99722-2019Mais informações: [email protected] 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui