Educação em debate: Chapecó recebe seminário sobre o Fundeb e os Planos de Educação

Uma rodada de seminários promovida pela Assembleia Legislativa de SC pretende aproximar dos municípios catarinenses e da realidade local os principais debates da educação brasileira na atualidade. A iniciativa é da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada estadual Luciane Carminatti (PT). Na pauta, o financiamento da área (ameaçado pelo término iminente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb) e a efetivação do Plano Nacional de Educação, que completou cinco anos sem alcançar 50% das metas a serem atingidas até 2024.

Assim, na segunda-feira (30) ocorre no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, o Seminário Regional “O futuro do Fundeb, a execução dos Planos de Educação e a realidade dos municípios”, das 13h30 às 17h30, na Sala Ely Camargo. A entrada é gratuita, as inscrições podem ser feitas no local e será fornecido certificado de participação via Escola do Legislativo. O objetivo do encontro é envolver os conselhos municipais de educação, gestores e as câmaras municipais no movimento que começou em junho deste ano, com o 1º Encontro Nacional dos Presidentes e Vice-presidentes das Comissões de Educação das Assembleias Legislativas, também protagonizado pela deputada Luciane.

“Vamos compartilhar os compromissos assumidos na Carta de Florianópolis durante o debate nacional que reuniu de forma inédita representantes de 22 estados e do Distrito Federal. Precisamos fazer esse debate chegar na ponta, em cada um dos municípios catarinenses”, explica a parlamentar.

O Seminário já foi realizado em Criciúma, Tubarão e Florianópolis. A programação prevê a participação de especialistas regionais. Em Chapecó, conta com o apoio da Unochapecó e da Secretaria Municipal de Educação, além de diversas entidades e sindicatos como a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/SC), Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte/SC), Sindicato Trabalhadores do Serviço Público Municipal Chapecó e Região (Sitespm), Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Miguel do Oeste (SISME), Federação dos Trabalhadores Municipais (FETRAM-SC) e a Federação Catarinense de Municípios (FECAM) e também associações de municípios – ACAMOSC, AMERIOS, AMAUC, AMAI, AMOSC, AMNoroeste, AMEOSC e ACANOR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui