"Nosso estado precisa de políticas de atenção

à saúde dos professores"

Luciane Carminatti: “SC precisa de políticas de atenção à saúde dos professores”

Como você se sente ao saber que, no estado onde vivemos, mais de 40 mil profissionais da educação trabalham sujeitos a inúmeros fatores de risco e sem qualquer programa de prevenção e cuidado? As vítimas são desde os educadores que ficam com as nossas crianças nas creches até os professores que preparam os nossos jovens para terem uma profissão.

 

Como resultado dessa negligência, mais de 2,5 mil trabalhadores estão doentes. São professores e professoras, além de assistentes pedagógicos e técnicos administrativos, afetados já no nível mais prejudicial, ou seja, afastados do trabalho e do convívio social. De acordo com o próprio governo estadual, a média em 2019 é de 25 pedidos de afastamento por dia letivo.

 

“O pior é que este número pode ser bem maior, sem que nós saibamos. Hoje, nem a secretaria de estado da educação tem um diagnóstico preciso da situação de saúde dos profissionais. E o que existe, não é tratado com transparência para que a sociedade possa fiscalizar e propor”, enfatiza Luciane Carminatti (PT).

 

A deputada é a proponente do Seminário Estadual “Saúde dos [email protected] em Educação”, que pretende debater e identificar os tipos de doença mais incidentes, bem como as medidas e legislação necessárias para enfrentar essa realidade. O seminário gratuito acontecerá no próximo dia 30 (quarta), a partir das 8h, no auditório do Instituto Estadual de Educação, em Florianópolis.

 

Confira os detalhes

 

A programação conta com especialistas em saúde aplicada ao ambiente escolar e traz também a experiência de outros estados, como o programa de atenção à saúde do professor, mantido pelo governo da Bahia. Para conferir, clique aqui

 

Professores, pesquisadores, grupos de estudos e gestores públicos são convidados para participar do debate e construir encaminhamentos capazes de garantir à rede estadual de Santa Catarina um programa de prevenção e atendimento à saúde dos trabalhadores em educação. 

 

“Além dos mais de 40 mil profissionais da educação, entre efetivos e temporários, temos o contingente de estudantes, mais de 500 mil crianças, adolescentes e jovens expostos indiretamente a um contexto adoecido e adoecedor”, conclui a deputada, reforçando a urgência e a importância do seminário.

 

O evento é promovido pela Alesc, por meio da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte-SC) e o Fórum Estadual e Popular de Educação (FEPE-SC). A realização é da Escola do Legislativo. A inscrição, gratuita, pode ser feita no dia do evento ou aqui

 

 

O quê: Seminário Estadual “Saúde dos [email protected] em Educação”

Quando: 30/10 (quarta), às 8h

Onde: Auditório Pedro Bosco, Instituto Estadual de Educação, Av. Mauro Ramos, 275 – Centro, Florianópolis – SC

Mais informações: Wilsoney Gonçalves – assessor de educação – (48) 3221-2662 / (47) 9 8482-3305

Imprensa: Talita Rosa – assessora de comunicação – (47) 9 9722-2019

Deixe uma resposta

LUCIANE CARMINATTI

Formada em Pedagogia e especialista em Orientação Educacional e na área de Educação Especial. Vereadora por dois mandatos e ex-secretária da Educação de Chapecó.

        

FACEBOOK

CONTATO