NOTA DE SOLIDARIEDADE

Solidariedade ao professor Lodemar Luciano Schmitt, vítima de ataques homofóbicos no processo de eleição do dia 22 de novembro, fato que felizmente não o impediu de ser eleito pela comunidade escolar ao cargo de diretor da Escola Dolores Krauss, em Gaspar, no Vale do Itajaí. A campanha homofóbica disseminada principalmente por mensagens em aplicativos de conversa desonra a trajetória profissional e comunitária do professor, que acumula 19 anos na rede municipal de Gaspar e 26 anos na rede estadual de educação.

Repudiamos o preconceito e a discriminação na sociedade e seguimos de mãos dadas para que tais práticas não se multipliquem em nossas escolas. Resistindo às manifestações que oprimem, violentam, excluem e estigmatizam as minorias, fazendo-as vítimas de violências psicológicas e simbólicas, como injúrias, xingamentos, humilhações, segregações, ou ainda, na forma de violências físicas.

Nós nos somamos ao Professor Lodemar no enfrentamento a esta onda de autoritarismo desumanizadora que afeta nosso País. Seguimos na luta por um Brasil sem racismo, sem preconceitos, onde seres humanos de todos as raças, origens, gêneros e orientações sexuais tenham direitos, liberdade e identidade.

Reafirmamos a resistência para que nossa sociedade não cometa os erros do passado, quando os diferentes foram tachados de inimigos e marginalizados. Resistência para mostrar às novas gerações e aos nossos estudantes que não podemos nos calar diante do preconceito e da injustiça. Resistência para dizer SIM À democracia, à liberdade, ao respeito às diversidades, à cultura da paz, à vida.

Luciane Carminatti é Pedagoga, Deputada Estadual e Presidenta da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Santa Catarina

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui