Seminário regional vai debater a autonomia financeira das mulheres

no enfrentamento à violência

Seminário regional vai debater a autonomia financeira das mulheres no enfrentamento à violência

 

A partir desta semana, o seminário regional “Autonomia financeira das mulheres do campo e da cidade e o enfrentamento à violência” vai discutir políticas públicas e a importância da autonomia financeira para enfrentar situações de violência, além de cobrar medidas efetivas do governo estadual.

 

O seminário deve reunir mulheres do campo e da cidade, poder público, entidades, movimentos sociais e escolas para palestras e trocas de experiências regionais conduzidas por mulheres que criam oportunidades de autossuficiência. 

 

A deputada Luciane Carminatti (PT) destaca a trajetória dessa construção. “Em 2017, a primeira edição abordou a necessidade de reconhecer e denunciar a violência contra a mulher. Agora, o segundo passo quer ressaltar a importância da emancipação econômica para prevenção e combate à violência doméstica e no ambiente de trabalho”.

 

Para Justina Cima, do Movimento de Mulheres Camponesas, a participação é fundamental. “Trata-se de um tema sobre o qual nós precisamos nos debruçar e contribuir. A violência está num nível assustador. Queremos fazer o debate, organizar as mulheres, para que se entendam como sujeitos, e articular o enfrentamento à cultura da violência de forma coletiva”. 

 

A iniciativa é da Bancada Feminina em parceria com o Movimento de Mulheres Camponesas (MMC) e realização da Escola do Legislativo. 

 

Seminário começa pelo Vale, nesta sexta 

 

Presidente Getúlio será a primeira cidade a receber o evento. Será nesta sexta-feira (20/09), das 8h30 às 14h, no Clube Caxias, com entrada gratuita. 

 

A pedagoga e camponesa Justina Inês Cima abordará em palestra temas como a cultura patriarcal, as relações de gênero e violência e autonomia econômica das mulheres. Em seguida, uma mesa redonda vai compartilhar as experiências de Ana Paula Padilha e Iara Dauer.  


Iara é agricultora de Vitor Meireles e possui uma cozinha industrial, onde produz produtos como pão de milho, utilizando uma receita de família. Já Ana Paula, que também mora no interior do município, é agricultora e doula, faz parte do coletivo de Doulas Nascer Sagrado e defende a humanização do parto e o protagonismo feminino. 


Haverá almoço gratuito no local, feira de artesanato de mulheres artesãs e venda de produtos agroecológicos. O evento em Presidente Getúlio conta com a parceria da Prefeitura Municipal, da presidente da câmara municipal, vereadora Marlene Loch (PT).

 

Veja todas as cidades e datas 

 

20/09: Presidente Getúlio

11/10: Seara

14/10: Palma Sola

18/10: Descanso

25/10: Tubarão

31/10: Joinville

01/11: São Bento do Sul

04/11: Videira

05/11: Lages

22/11: Xaxim

25/11: Chapecó

06/03/20 : Florianópolis

A confirmar: Içara

Deixe uma resposta

LUCIANE CARMINATTI

Formada em Pedagogia e especialista em Orientação Educacional e na área de Educação Especial. Vereadora por dois mandatos e ex-secretária da Educação de Chapecó.

        

FACEBOOK

CONTATO