VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É DESTAQUE NOS PROJETOS VOLTADOS PARA MULHERES NA ALESC

Fonte: Rádio Alesc

Um dispositivo chamado “botão do pânico”, para que as mulheres vítimas de violência acionem toda vez que se sentirem ameaçadas pelos agressores. Quando a mulher aperta o botão, um alarme dispara na unidade policial mais próxima. E para garantir que o agressor não esteja descumprindo as regras da medida protetiva, agentes da Polícia Militar fazem patrulhamento diário nas casas das vítimas. Essa ação é chamada de Patrulha Maria da Penha.

Essas medidas ainda não são realidade em Santa Catarina, mas podem ser implantadas no estado, com o objetivo de combater a violência contra as mulheres. As iniciativas foram apresentadas na forma de projetos de lei por deputados estaduais e são debatidas na Assembleia Legislativa.

A matéria da Rádio Alesc traz entrevistas com: – Patrícia Zimmerman, coordenadora das Delegacias da Mulher em Santa Catarina; – Luciane Carminatti (PT), coordenadora da Bancada Feminina na Assembleia Legislativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui